Por que surgem as favelas?

Marisa Fonseca Diniz

Rafael Mousob
Rafael Mousob

Em algum momento da vida, todas as pessoas já se questionaram porque as favelas surgem, o que as faz aparecer do dia para a noite, mas o que poucos sabem é que por detrás deste aparecimento repentino há diversos problemas sociais envolvidos.

Atualmente somos 7,5 bilhões de habitantes na Terra, porém as previsões são de que em 2050 seremos 9 bilhões, segundo dados da Nações Unidas em 2005, o déficit habitacional atinge cerca de 100 milhões de pessoas em todo mundo em 2015 cerca de 1,6 bilhões de pessoas não possuíam habitação adequada. A relação entre a quantidade de pessoas que habitam no planeta e os que não possuem moradia tende a aumentar no decorrer dos anos.

Habitações inadequadas, pessoas sem abrigo, residentes em assentamentos inadequados, favelas verticais e horizontais consideradas como moradias inapropriadas a qualquer ser humano. Favelas sempre incomodam algumas pessoas por acreditarem que é o reduto de pessoas perigosas, quando na verdade é um tipo de habitação frágil que pode ocupar de maneira irregular terrenos públicos, privados ou áreas impróprias, tais como encostas de morros, margens de córregos, rios, canais, mangues e mananciais.

Carapicuiba_SP_Gonzagas

As favelas sempre se iniciam em lugares ermos com nenhum tipo de infraestrutura, sem esgoto, abastecimento de água, energia, posto de saúde, coleta de lixo, escolas, creches ou transporte público, por exemplo, porém com o passar do tempo elas se expandem e acabam tomando conta do entorno das cidades ou até mesmo acabam sendo incorporadas pelos grandes centros urbanos.

O grande problema da formação das favelas, barriadas, callampas, bairro de lata, musseque, caniço ou barrios é a desigualdade social nas cidades, não ficando mais restritas apenas aos grandes centros urbanos, tanto de países desenvolvidos como subdesenvolvidos. No Brasil, as primeiras favelas surgiram em 1897 no Rio de Janeiro de maneira tímida, sendo erguidas pelos soldados que retornavam da Guerra dos canudos em áreas sem nenhum tipo de importância imobiliária. A partir da década de 1950 houve um aumento da quantidade de favelas devido a transformações econômicas pelas quais o Brasil passava, principalmente pela industrialização das grandes cidades e pelo crescimento da população.

werner22brigitte

No final da década de 70, o país sofreu intenso êxodo rural, pessoas saíram do campo em direção às cidades em busca de emprego e como a economia não teve condições de absorver toda a mão de obra disponível acabou por empobrecer uma parte da população e consequentemente a deterioração da vida urbana. Sem investimentos públicos adequados para realizar obras de infraestrutura as cidades passaram a crescer em direção à periferia, onde surgiram diversos loteamentos clandestinos, cortiços e favelas ao redor dos bairros industriais contribuindo com o subemprego, a informalidade e a explosão populacional.

Carapicuiba_Gonzagas

O crescimento das famílias que moram em favelas podem ser atribuídas a dois fatores bem interessantes, uma é a elevação desenfreada dos custos relacionados à moradia, e o outro fator é o decréscimo acentuado da oferta de empregos não especializado por parte das empresas. Nos grandes centros urbanos o valor de locação de um imóvel de 02 dormitórios chega a corresponder o dobro dos 30% sugeridos para gastos com moradia ficando um saldo baixo demais para as demais despesas, tais como alimentação e saúde.

A única saída encontrada por algumas famílias é se submeter a viver em áreas precárias, onde é possível erguer um barraco mesmo correndo risco de serem contaminadas pelo lixo ou perderem a moradia para um incêndio. Durante décadas várias foram às tentativas de eliminar as favelas nas principais cidades do Brasil, São Paulo e Rio de Janeiro. Em 1950, apenas 7% da população do Rio de Janeiro viviam em favelas, porém atualmente são mais de 22%.

Muitos são os preconceitos vividos pelas pessoas que moram nas comunidades carentes, os moradores do asfalto tendem a ter um falso conceito de que todas as pessoas que vivem nos morros são  traficantes ou bandidos, quando na verdade este problema não está apenas restrito as favelas, e sim é um problema que acomete todas as classes sociais. Há muitos trabalhadores que moram em comunidades, e apesar de todas as dificuldades estruturais, não deixam de ter conforto, tais como eletrônicos de última geração, TV digital, computador, Iphone ou carro.

favela

As moradias são construídas com materiais baratos, leves e fáceis de serem carregados pelas vielas estreitas e morros íngremes das comunidades, tais como madeira, papelão e plásticos, as mais antigas são construídas por gerações, onde o material é substituído por tijolos, pilares de concreto que compõem as estruturas, as lajes de vigotas, blocos aparentes e cobertura de telha de amianto, ou seja, a infraestrutura é mínima e totalmente frágil, pois não há a supervisão de um engenheiro civil ou arquiteto deixando esta árdua tarefa aos pedreiros e serventes sem nenhum tipo de conhecimento ou formação técnica.

Rio de Janeiro

A energia elétrica é adquirida de maneira ilegal e inadequada por meio de gambiarras, “gatos” ou ligações clandestinas, há precariedade no saneamento básico das favelas, quando não são fornecidas pela companhia de abastecimento é adquirida ilegalmente e armazenada em caixas d’água ou em latões. A falta de estética é outra característica típica destas moradias as de tipologia comercial são pintadas ou azulejadas. A maioria das residências possui tijolo aparente, uma ou duas caixas d’água instaladas na laje, antena parabólica, dependendo da localidade, ar condicionado e janelas protegidas com grades de segurança.

Favela Sustentável

Diversos são os projetos sustentáveis aplicados nas favelas brasileiras, tais como jardins que reutilizam garrafas PET, pneus usados, a aplicação de painéis solares nas residências aproveitando a abundância de raios solares, a construção de cisternas e biodigestores que tratam os resíduos orgânicos e retornam em forma de gás aos fogões domiciliares. Infinitas são as táticas sustentáveis aplicadas às favelas, apesar da falta de infraestrutura, alguns projetos se destacam nas comunidades por acreditar que os moradores podem ter uma melhor qualidade de vida protegendo o meio ambiente e aproveitando o lixo que antes ficava acumulado nas encostas dos morros.

Pequenas atitudes fazem toda diferença na vida daqueles que são desprovidos financeiramente, mas que não podem ser esquecidos pelos governos e investidores. Todos nós devemos fazer a nossa parte neste Planeta por menor que pareça nossa ação muitas pessoas podem ser beneficiadas por elas. E você o que está fazendo para melhor a qualidade de vida de todos?

Artigo protegido pela Lei 9.610 de 19 de fevereiro de 1998. É PROIBIDO copiar, imprimir ou armazenar de qualquer modo o artigo aqui exposto, pois está registrado.

Licença Creative Commons
O trabalho Por que surgem as favelas? de Marisa Fonseca Diniz está licenciado com uma Licença Creative Commons – Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.
Baseado no trabalho disponível em https://marisadiniz.wordpress.com/2017/06/05/por-que-surgem-as-favelas.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s