A beleza da “Arquitetura Islâmica”

Marisa Fonseca Diniz

mosquesinistanbulturkey

A arte do islã está vinculada ao sentimento religioso, que se iniciou com a pregação de Maomé na Arábia no inicio do século VII englobando os diferentes povos, que vão de Gibraltar até a Índia. O islamismo e a arte supõem a valorização da escrita, que se converteu em decoração como substituto da imagem da figura humana.

Um dos preceitos do alcorão é a proibição em adorar ídolos, sendo assim é vetado todas as representações visuais a divindades. O ato religioso é considerado uma experiência mística e vital, onde a arte islâmica é iconoclasta cedendo à escrita um inusitado valor decorativo dado a grande diversificação geográfica.

O conjunto de estilos seculares e religiosos aplicados nos desenhos e na construção de edifícios bem como as estruturas formam a arquitetura islâmica. As características mais marcantes da arquitetura são as colunas, cúpulas e arcos que juntas dão beleza e originalidade aos palácios, mesquitas, tumbas, fontes e a arquitetura doméstica.

moabmosqueinbaghdadiraq

O maior símbolo da arquitetura islâmica são as mesquitas, sendo a arquitetura composta por uma torre fina e alta ou minarete localizada num dos cantos do complexo. A minarete mais alta do mundo é da Mesquita de Hassan II localizada na Casablanca no Marrocos.

Mesquita de Hassan II

O primeiro minarete foi construído no ano de 665 em Bassora durante o califado de Muawiyah I. As cúpulas também estão associadas à imagem da arquitetura islâmica desde o século VII, normalmente uma lua crescente com uma estrela é sobreposta nas cúpulas.

Cúpulas

As musallas ou o salão das orações são livres de qualquer móvel, assim como não há nenhum tipo de representação de figura humana. Do lado oposto da entrada das mesquitas fica o muro gibla, que é posicionado numa linha perpendicular à cidade de Meca.

Salão de orações

A simplicidade  dos materiais empregados na arquitetura islâmica, tais como tijolos, gesso e o estuque contrastam  com o acúmulo de recursos decorativos que fazem parte da percepção artística do espaço islâmico.

A religião muçulmana é anicônica sem a representação de imagem, mas sim de palavras que apresentam conteúdos da fé.

Mesquita-Irã

A decoração constitui um capítulo fundamental na arte islâmica combinada à arquitetura representada por três tipos, sendo a caligrafia, vegetal e geométrica. A importância da palavra na  religião islâmica determina sua valorização, não apenas pelo seu conteúdo como também pela sua forma.

A decoração vegetal por sua vez relaciona-se com a evocação do paraíso e com a importante presença da natureza, sempre em estreita relação com a arquitetura na vida islâmica. Os motivos concretos tendem a estilizar-se nos relevos dos estuques, atauriques que utilizam a forma representativa de pinhas e folhas de acanto.

A decoração geométrica baseia-se na repetição e multiplicação de linhas que se cruzam formando motivos diversos. Aplica-se tanto em azulejos de cerâmica vitrificada, que cobrem paredes como os trabalhos de marchetaria.

 

Os artigos aqui publicados e este blog estão protegidos pela Lei 9.610 de 19 de fevereiro de 1998. É PROIBIDO copiar, imprimir ou armazenar de qualquer modo os artigos aqui expostos, pois estão todos registrados.

Licença Creative Commons
O trabalho A beleza da “Arquitetura Islâmica” de Marisa Fonseca Diniz está licenciado com uma Licença Creative Commons – Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.
Baseado no trabalho disponível em https://marisadiniz.wordpress.com/2014/12/02/a-beleza-da-arquitetura-islamica.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s