A evolução da habitação

Marisa Fonseca Diniz

Desde os tempos da pré-história o homem constrói casas, no inicio as primeiras moradias eram grutas e cavernas que estabeleciam as primeiras formas de alojamento. Nas regiões onde não havia cavernas, a solução foi utilizar folhagens para a cobertura, uma vez que as habitações eram praticamente iguais para todos e a única função era dar proteção contra o sol, chuva, frio, calor ou ataque de animais selvagens.

 

Pré-histórias

A agricultura fez com que o homem abandonasse o  nomadismo e as habitações começaram a ser mais permanentes tendo melhores condições de conforto para a vida em família. Aos poucos as aldeias foram se formando, e estas foram se transformando em cidades.

À medida que as diferenças sociais foram ser formando no interior dos grupos humanos, as casas foram adquirindo características conforme a posição social dos moradores. Na antiguidade greco-romana as pessoas mais ricas viviam em casas com diversos cômodos, enquanto que os pobres viviam amontoadas em choças aos arredores das cidades.

 

Habitação greco-romana

Na época do Renascimento por sua vez, os burgueses criaram habitações padronizadas com lojas no andar térreo e dormitórios na parte superior. A partir da Revolução Industrial  pode ser percebida a diferença das habitações de pobres e ricos. As casas dos ricos passaram a ficar cada vez mais luxuosas e confortáveis, enquanto a dos pobres era miserável e suja.

Habitação_renascentistas

No final do século XIX e inicio do XX, os arquitetos estipularam condições ideais e indispensáveis para uma moradia saudável com ventilação, insolação e a posição da casa em relação ao sol, e as disposições sanitárias contrariando a maioria dos construtores da época.

A evolução da sociedade e o surgimento das novas tecnologias transformaram não só a construção das casas como a própria arquitetura. A moradia no século XXI possui sistemas de racionalização dos recursos naturais e se tornam a cada dia mais sustentáveis devido à consciência da preservação ambiental. A preocupação com a segurança fez surgir habitações verticais, horizontais e condomínios.

Habitação_Século XXi

As famílias diminuíram de tamanho e as habitações foram adaptadas a estes novos estilos de vida, além de diversificarem os ambientes internos tornando-se muito mais multifuncionais mesclando a tecnologia com a humanização e intimidade. As famílias ficaram muito mais reservadas em seus espaços, e vivem intensamente a sua exposição nas redes sociais e na internet.

 

 

Os artigos aqui publicados e este blog estão protegidos pela Lei 9.610 de 19 de fevereiro de 1998. É PROIBIDO copiar, imprimir ou armazenar de qualquer modo os artigos aqui expostos, pois estão todos registrados.

Licença Creative Commons
O trabalho A evolução da habitação de Marisa Fonseca Diniz está licenciado com uma Licença Creative Commons – Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.
Baseado no trabalho disponível em https://marisadiniz.wordpress.com/2014/07/16/a-evolucao-da-habitacao/ ‎.

Anúncios

2 thoughts on “A evolução da habitação

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s